fbpx

Meu início – Da série Fracassos que me levaram ao sucesso!

Eu não sabia o que eu queria!

Quando saí da faculdade eu sabia exatamente o que eu não queria:
carteira assinada em uma sala de aula com 30 crianças !

 

Eu já tinha tido experiencias de estágios, e de todas as séries do fundamental
Quando finalizei minha pós em psico estava lecionando em uma turma de educação infantil, numa creche e dando reforço escolar no quintal da minha casa!

 

Na época de graduação, paguei minha faculdade e formatura vendendo bijuterias porque o salário em escola particular era uma piada.

E numa época difícil eu precisava cuidar da minha mãe que estava muito doente e não podia mais trabalhar…

Tive muitas crises existenciais durante minha jornada do curso de Pedagogia- porque eu tirava só 10 nos estágios, os professores sempre elogiavam a minha didática criativa e a prática pedagógica (que de fato era um show a parte, kkkk- sempre fui  teatral e dinâmica nas aulas- com as crianças então… eu liberava geral a artista que havia em mim..hehehehe)

Mas, isso não me fazia feliz, eu não ficava em paz, me sentia indisposta e infeliz assim que saia da escola…

Nessas crises conversava muito com uma professora (da faculdade), ela sempre dizia que eu encontraria o meu caminho… eu só precisava imaginar exatamente como ele era e que independente  de tudo eu seria uma ótima profissional!

Eu acreditei nisso com todas as minhas forças e assim que formei já estava na pós em psicopedagogia! Eu não fazia a mínima ideia se eu ia montar um consultório, ou como eu daria prosseguimento com os conhecimentos – eu não sabia onde chegaria mas eu estava AMANDO tudo o que aprendia!

Comecei a comunicar sobre isso e sobre minha insatisfação de não enxergar exatamente o que eu queria!

Foi quando minha mãe me indicou uma conversa com a dona de uma escola-
Eu estava alí, pedindo emprego, dizendo abertamente que eu não queria lecionar… e angustiada porque eu não sabia exatamente o que eu queria  ali dentro de uma escola!

Por mais confusa que eu estivesse, não fui chorar minhas pitangas com quem não pudesse me ajudar! Me abrir com a pessoa certa me fez conhecer a dinâmica real de uma clínica psicopedagógica e me apaixonar por ela!

Minha mãe me apresentou a dona da escola, que por sua vez me apresentou à dona de um Centro de Desenvolvimento Cognitivo- que me apresentou ao PEI- que mudou toda a minha visão de mundo na minha profissão! Digo sempre que nasci na psicopedagogia nos braços do PEI- ou seja já com a mente aberta!

Era aquilo- depois de bater, pedir, pesquisar, conversar , me abrir para novas pessoas- e deixar algumas companhias para trás… estudar muito-  eu tinha encontrado o meu sonho, o que EU QUERIA PARA MINHA VIDA!

Clinicar… queria tocar na aprendizagem de modo único e mudar a vida de Famílias – no profundo!

Eu tinha o desafio de fazer o curso que estava sendo promovido dentro da clínica e era CARO, eu não tinha condições!

Tinha apenas o propósito! O sonho! Dividi em 8 parcelas e arrisquei…

Me destaquei no curso dentro da clínica- Fui chamada a compor a equipe de psicopedagogas renomadíssimas em minha cidade,  onde eu atendia 1 criança por 1 hora e recebia 20 x mais do que  lecionando para 20 crianças em 1 hora.

Eu estava FLUTUANDO!

Eu estava VIVENDO um sonho de SUCESSO profissional!

Ver a transformação das famílias e sentir-me reconhecida por isso não tinha preço!

Foi apenas 1 dos meus ápices na carreira clínica que estava só começando…

O que eu quero dizer pra você com isso…
1. Não se conforme numa vida medíocre, morna por não saber exatamente o que é SUCESSO pra VOCÊ!

2. Ser boa no que você faz não é o bastante, se o que você faz hoje não está ARDENDO dentro de você- busque, bata, procure, converse, saia da sua bolha de relacionamentos e enxergue novas possibilidades… mas, não seja empurrada pela vida.

3. Hoje, pode tudo estar meio embaçado – mas, a medida que você não se conformar- vai encontrar também sua imagem de carreira ideal e realização profissional também!

Vamos juntas?

Com amor,

Clique Aqui para Deixe um Comentário Abaixo

Gabriela Finger Coser - 26 de junho de 2020

Que lindooo!!!!! Conta mais!!!!

Responder
Deixe uma Resposta: